DSYLM; Análise e Teorias - Conexão Dinah | Conecte-se cada vez mais a Dinah Jane!

Home Top Ad

sábado, 2 de junho de 2018

DSYLM; Análise e Teorias


Don't Say You Love Me; Análise e Teorias

Aos Harmonizers, Dinahsty's e simpatizantes: Gostaria de deixar claro que toda e total análise e possíveis teorias são de minha autoria e ponto de vista; ou seja, vocês terão total direito de compreender e tirar conclusões de acordo com seus pontos de vista, de forma que isso continue pacífico.


        Noção de Espaço: 


       O clipe acontece dentro de um único cômodo, entre quatro paredes. Duas delas acomodam as grandes janelas nas quais já conhecíamos a existência na famosa "foto misteriosa", uma terceira parede aparece somente ao fim e de um cor diferente que as demais, essa vermelha, enquanto as outras eram brancas; tal parede abriga a uma única porta. E a parede que não aparece, é na qual está posicionada a câmera.

       As janelas ajudam a questão de iluminação, o que é bastante frequente ao clipe. As luzes - grande parte naturais- dão um efeito bom ao clipe e aos reflexos que resultam em pequenas e breve aglomerações de "arco-íris" vez ou outra.

       As paredes que aparecem com frequência são as duas que têm as janelas, qualquer extremidade longe dessa acaba perdendo iluminação. Elas não têm uma mesma textura e sua pintura não é das melhores, dando a impressão que é maior do que imaginamos. Rachaduras aparecem por vezes, talvez não tão destacadas.

       Além disso, também acontece de uma aglomeração de quatro cilindros de luz entre uma parede e outra. Três ocupam a base, chão, enquanto um deles está apoiado na ligação das paredes com altura para cima. Permanecem acesos durante todo o clipe. 

       Por fim temos o chão, que aparece molhado em um quantidade visível quando as imagens aparecem em ângulos favoráveis para isso. 


        
       Teoria do Tópico: 
         Muitas pessoas, desde a foto misteriosa costumam acreditar e insistir que o fato da janela soar como "grades". Logo após o clipe, levam em consideração o fato dele acontecer num cômodo fechado e assim, somente em seu fim, elas tomarem liberdade de sair pela porta.

        Janela=Prisão, o que envolve a gravadora e todas as formas que elas vinham constantemente sendo obrigadas a tomar, agir e simplesmente dar duro, como bem dizia Lauren, "eles estão nos fazendo de escravas".

       Porta=Liberdade, resultando ao hiato. Todos precisamos de tempo para reorganizar nossa mente, estar bem com nós mesmos e, quem sabe essa era a melhor saída para uma carreira mais justa.



        Vestimentas:


         Provavelmente em algum momento já tiveram noção de cores. Seja suas classificações, tonalidades e até mesmo significados. Embora o branco seja predominante, Normani e Ally aparecem vestidas em preto.

        Vejam bem: Segundo a teoria, a cor branca resulta da soma de todas as cores do espectro; das sete cores do arco-íris. Já o preto, se fez ao contrário, ele na verdade é tratado como ausência de cor

        Sabiam que toda luz é branca? Até mesmo a do sol! Podemos dizer que, isso pode soar feito uma teoria infelizmente verdadeira. 


        Teoria do Tópico:

        Apenas Normani e Ally vestiram a cor, quem sabe essa escolha faz referência à "ausência de luz", sabemos que até mesmo dentro do fandom elas são desvalorizadas em comparação às demais. 

        É claro, que há muitas exceções. Mas pessoas que se dizem "Harmonizers" estão constantemente ignorando-as como membros da banda, pois insistem em enxergar apenas questões de estética e cor de pele; infelizmente!

        Mas todos, verdadeiramente sabemos que suas potências vocais e pessoas dentro e fora da banda conseguem iluminar cada vez mais nossas vidas, uh? 


        Expressões: 


       Lauren e Ally tem expressões mais neutras, levadas pela letra da música por vezes abatidas para dar entonação ao contexto do clipe, isso mais ao ápice e pequenas passagens de imagem apenas para capturar suas expressões. 

       Normani trabalha com um lado mais sentimentalista, ela está muito provavelmente acostumada pelo fato de por muito tempo dançar; a dança trabalha muito com o lado visual, não é apenas movimentos. 

      Já Dinah é a mais dançante e parece contente por vezes, ela está literalmente vivendo aquele momento. Rodando todos os cantos visíveis ela se faz empolgada, com seus momentos mais sentimentais um pouco menores que as outras três. 

      Porém, é inevitável negar que todas estavam abatidas ali. Umas mais, outras menos, mas compartilhando a mesma sensação de viver a música e a performar da melhor e mais sentimental forma possível. 


        Teoria do Tópico:  
      
       É comum sabermos que não seria algo animado, isso conta pela escolha da música e até mesmo a ideia de que até o momento seja o último clipe, é o último clipe antes do hiato indefinido. "Don't Say You Love Me" não é uma das músicas mais animadas do álbum, mas além de ser um hino, ela conta com uma melodia calma e uma letra que, dependendo do seu ponto de vista, pode soar dolorosa. 

      Não é de certeza que a letra embora escrita por elas, tem uma ligação com certo alguém. Tanto que pode soar para um relacionamento, amizade ou  até mesmo aos próprios fãs - o que podemos voltar na ideia das vestimentas de Ally e Normani. Afinal, amor é para todos e machuca igualmente quando não correspondido de tal maneira. 
           

        Porta:
        

      Ao final do clipe, todas elas saem pela mesma porta - o que é possível afirmar pela tonalidade da parede e uma marca específica ao lado da mesma, como uma rachadura ou infiltração, é visível! - e olham para a câmera antes de partir. Nunca fechando a porta.

      Normani, logo Dinah a acompanha e Lauren também. Ally vai por último, essa que por vez não olha para a câmera.


        Teoria do Tópico: 

      Normani já veio comentando em entrevistas à respeito da porta ser um fato de uma volta como banda. Podem ver isso em suas entrevistas mais recentes!

      A iluminação nunca cessa, Ally nos dá a impressão de que fecharia a porta. Porém ela recua como se alguma força contrária a abrisse, e assim encerra o clipe.

      Conhecem a luz no fim do túnel?!

      Ali é o ponto de partida para descobrirem a si mesmas, individualmente. Além disso, saberem do que são capazes ainda mais! Afinal, é possível uma volta quando bem entenderem.

      Basta você acreditar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial